08 dezembro 2014

Novos repositórios oficiais MySQL para SUSE Linux



Os repositórios oficiais de MySQL para Linux foram lançados há pouco mais de um ano. Começou com o suporte à família baseada em Yum para Red Hat / Fedora / Oracle Linux, depois para a família APT para Debian e Ubuntu e agora o suporte se estende ao SUSE Linux.


Neste início é possível gerenciar os seguintes pacotes para SUSE Linux Enterprise 11 (11.3 e mais recentes):
  • MySQL Database 5.5 (versão mais antiga)
  • MySQL Database 5.6 (a atual versão estável, pronta para produção)
  • MySQL Database 5.7 (versão em desenvolvimento, recomendada apenas para testes e feedback)


Como instalar?



Para instalar a versão atual 5.6 é simples. Baixe o RPM com o repositório para SUSE em http://dev.mysql.com/downloads/repo/suse/ e instale o pacote com:


$ sudo rpm -Uvh mysql-community-release-sles11-5.noarch.rpm


Em seguida, importe a chave que será usada para verificar os pacotes que vêm do repo:


$ sudo rpm --import /etc/RPM-GPG-KEY-mysql


Finalmente, proceda normalmente com a instalação do pacote MySQL Server a partir do repositório:


$ sudo zypper install mysql-community-server


Pronto! Para saber mais, inclusive como selecionar outra versão ou como atualizar um MySQL pré-existente no SUSE, veja a documentação http://dev.mysql.com/doc/mysql-sles-repo-quick-guide/en/.


Outros produtos MySQL em breve...



O repositório SUSE ainda é limitado ao MySQL Server e a uma única variante SUSE. O time MySQL Release Engineering da Oracle adicionará mais produtos como conectores, utilitários, workbench, etc. ao longo dos próximos meses. Também estão previstos pacotes para o openSUSE e SUSE Linux Enterprise 12, dando aos usuários destas distros a opção de usar versões mais atuais e robustas do MySQL. Se você ainda não viu as novidades e vantagens das versões atuais do MySQL, recomendo ver o post “O que há de novo no MySQL 5.7? (Até agora)”.

E como nada neste mundo é perfeito, se você tiver comentários ou sugestões de melhorias, deixe seu comentátio no blog do time de Release Engineering, ou registre um bug em http://bugs.mysql.com.

Nenhum comentário: