23 janeiro 2014

MySQL Workbench 6.1

Esta semana foi disponibilizado para testes públicos (beta) o MySQL Workbench 6.1.

Nesta versão há mais de 30 novas funcionalidades, sendo muitas das melhorias voltadas para performance tuning em tempo real.

No SQL Editor você vai encontrar um novo dashboard com visualizações que aproveitam o novo PERFORMANCE_SCHEMA do MySQL Server 5.6 e 5.7, além de um Visual Explain remodelado.

Uma outra novidade é o schema SYS, que fornece visões simplificadas da performance geral do MySQL. Para DBAs Oracle, o SYS do MySQL é semelhante às views do catálogo V$ e para DBAs MS-SQL verão similaridades aos DMVs (Dynamic Management Views).

O MySQL Workbench 6.1 inclui:

  • Melhorias na função arrastar e soltar nas telas home e SQL Editor;
  • Visual Explain 2 - o recurso Visual Explain foi melhorado e agora é mais fácil ler e interpretar o resultado. Agora também pode-se obter a saída tabular tradicional a partir da mesma interface;
  • Performance Dashboard - uma representação gráfica de algumas estatísticas fundamentais do status do servidor;
  • Para usuários avançados, Instrumentação do Performance Schema - uma GUI para configurar em detalhe instrumentos de diagnósticos baseados no PERFORMANCE_SCHEMA;
  • Relatórios baseados no Performance Schema - uma visão digerida sobre a operação do servidor por meio de relatórios de alto nível;
  • Nova visualização de resultados de Queries - mais informações sobre as consultas executadas no SQL Editor, como informações sobre colunas dos result sets e estatísticas-chave de performance da Query (tempo, o uso de índice, número de linhas no scan, joins, etc.);
  • Editor de Resultsets em Formulário - além dos resultados em formato tabela, agora é possível editar registros linha por linha em um editor no estilo formulário;
  • Table Inspector - semelhante ao Schema Inspector, dá informações detalhadas sobre tabelas com uma interface simplificada para a criação de índices;
  • Suporte à API de acessibilidade do Windows e ao tema de cores de alto contraste do Windows;
  • Entre outras.


A versão 6.1.1 também inclui mais de 60 bugs corrigidos.

Baixe o MySQL Workbench 6.1 beta na guia Development Releases em:
http://dev.mysql.com/downloads/tools/workbench/

No Windows, você também pode usar o MySQL Installer para atualizar o MySQL Workbench e outros produtos MySQL:
http://dev.mysql.com/downloads/windows/

Para dúvidas e sugestões, participe do fórum MySQL Workbench:
http://forums.mysql.com/index.php?151

Se encontrar bugs, você pode ajudar a melhorar o produto registrando o bug ou melhoria em:
http://bugs.mysql.com

6 comentários:

Paulo Gonçalves disse...

Bom dia

Com faço no grid "result grid" apresentar a quantidade de registros afetado por exemplo no update ou exibir a quantidade total de um select

Airton Lastori disse...

Na janela inferior direita "Output" você consegue ver essas informações. Exemplo: https://dev.mysql.com/doc/workbench/en/images/wb-sql-editor-statements-panel-screenshot.png

Paulo Gonçalves disse...

Bom dia Airton

Obrigado pelo retorno, mas na barra laterial esquerda do "result grid" onde na sua imagem na primeira linha "name" não exibi a possibilidade de exibir numeração das linhas?

Airton Lastori disse...

Ainda não existe esta possibilidade, mas já está na base de bugs como um feature request: https://bugs.mysql.com/bug.php?id=73377 . Você pode ajudar a priorizar a implementação acessando este link e clicando no botão "Affects Me".

Paulo Gonçalves disse...

Obrigado,

É excelente quando interagimos em algum post e rapidamente somos respondidos, parabéns pela iniciativa.
Se me permite, uma sugestão. Estou precisando de algum material que me ajude a rastrear as querys executados em um sistema. Este sistema utiliza mysql, se puder me ajudar ou indicar algum materail. Nas pesquisas que realizei não consegui executar.

Airton Lastori disse...

Se vovê quer ver as queries que estão em execução, olhe no Workbench em Management - Client Connections ou use o comando SHOW FULL PROCCESLIT.
Se quiser que o MySQL armazene um log com as queries mais lentas, use o Slow Query Log. Um tutorial interessante está aqui http://mysqlparainiciantes.com.br/ativando-e-testando-slow-queries/